terça-feira, 4 de julho de 2017

149 - Terras de Capelins: Faleiros - Ferreira de Capelins - 
Montejuntos 

Freguesia de Capelins

Enclave do Grande Lago de Alqueva

A Freguesia de Capelins (Santo António), é constituída pelas Aldeias de Faleiros, Ferreira de Capelins, Montes Juntos e por uma pequenina parte de Cabeça de Carneiro,  tem 527 habitantes, segundo os censos de 2011, situa-se no Concelho de Alandroal, Distrito de Évora.
As terras de Capelins são povoadas desde a Pré-História, existem restos arqueológicos de vários povoados no vale das Ribeiras de Lucefécit, Azevel e do rio Guadiana. Os Romanos deixaram aqui, muitos vestígios da sua permanência, desde as Minas nas herdades de Defesa de Ferreira, Negra e Amadoreira, a Villa de Ferreira Romana, Necrópoles e o Forte no Outeiro dos Castelinhos. Este Forte era semelhante ao Castelo da Lousa, no rio Guadiana, perto da Aldeia da Luz, Mourão, agora submerso pelas águas do Grande Lago de Alqueva.
Junto à atual Ermida de Nossa Senhora das Neves, existe uma Necrópole da Idade Média, sepulturas escavadas na rocha, foram identificadas doze sepulturas, mas decerto existem mais. Pensamos que, estas sepulturas, estariam no interior da Igreja Matriz de Santa Maria, edificada neste lugar em 1314. No cabeço em frente, localiza-se o Monte de Ferreira, seria aqui a Vila Lugar de Ferreira Medieval, ainda podemos observar um silo comunitário fora das paredes que delimitam a propriedade do Monte de Ferreira, em 1800 ainda aqui existiam 32 casas.
No mapa geográfico do Alentejo, feito em 1777 pelo Sargento Mor Jozé Monteiro de Carvalho, oferecido à  Rainha Dª Maria I, regista a existência de um Forte Abaluartado na Vila Defesa de Ferreira. Este Forte, devido ao lugar assinalado no referido mapa, parece-nos ser o “Castro”, da Idade do Ferro, situado no Outeiro do Pombo, nas margens do rio Guadiana, na herdade da Defesa de Bobadela, acima da Cinza, do qual, ainda podemos observar algumas fortes paredes.
A Vila Defesa de Ferreira, que era o espaço geográfico da atual Freguesia de Capelins, exceto as herdades de Nabais e Sina, foi doada à Casa do Infantado no dia 21 de Abril de 1698, integrada na Casa de Bobadela, pelo Infante Francisco de Bragança, onde permaneceu até 18 de Março de 1834, quando aquela Casa foi extinta por D. Pedro IV, como evidência temos o Monte Grande, Monte de Ferreira, Monte do Escrivão e vários marcos de propriedade, nos quais ainda podemos observar o brazão do Estado do Infantado.
Nas Ribeiras de Lucefécit e Azevel, assim como no rio Guadiana existiam vários Moinhos de água, o mais velho situava-se junto à Vila de Ferreira Romana e tudo indica ser da época romana, mas estão todos submersos.
Também, no vale da Ribeira do Lucefécit e do rio Guadiana, devido às características da terra, da argila, existiram, pelo menos desde a época romana, fabrico de objetos de barro,  potes, telhas, tijolos e baldosas, até à década de 1960, existindo ainda ruínas de alguns fornos. 
A exploração do minério, iniciada pelos romanos, continuou até ao século XX, principalmente Ferro e Cobre, ainda podemos visitar a mina de ferro romana na herdade da Defesa de Ferreira.
A economia desta região baseou-se sempre na agro pecuária e, até 1976, no contrabando.
São muitos os segredos das terras de Capelins, alguns ainda por desvendar. Devido a ser Vila Defesa foi lugar de acolhimento de foragidos por delitos cometidos noutros lugares e que depois de entrarem aqui, não podiam ser presos para serem levados para outros lugares. Também foi lugar de acolhimento de judeus, de cristãos novos e de marranos, devendo-se a toponímia Capelins ao apelido ou profissão de uma Família Judaica, expulsa de Espanha em 1492, muito provavelmente de verdadeiro apelido Gomes (Gomez).
A Natureza destaca-se nestas terras, onde podemos observar muita fauna e flora que está quase extinta noutros lugares. Por todo a Freguesia de Capelins, mas principalmente nas imediações do Grande Lago, podemos observar muitas aves, como a rara Cegonha Preta (Ciconia nigra), das quais existem pouco mais de cem casais em Portugal e de rapina a planar em altitude moderada em frente aos nossos olhos. Facilmente se vislumbram, raposas cinzentas pertencentes à família Canidae e javalis (nome científico: Sus scrofa), também conhecido como javardo, porco-bravo, porco-monteiro e porco-montês (as fêmeas são conhecidas como javalina).

Na Primavera a paisagem é deslumbrante, os tapetes de flores de diversas cores, são um encanto. 
No Verão, durante a manhã, podemos passear, fazer caminhadas ou andar de bicicleta entre os montados de Sobreiros (Quercus suber) ou Azinheiras (Quercus ilex), ou ainda, visitar a sereníssima praia da liberdade, situada nas Portas D’ El – Rei, muito perto de Montes Juntos. 

Lugares arqueológicos acessíveis: 
1 - Mina Romana de Ferreira -Herdade da Defesa de Ferreira;
2 - Forte Romano no Outeiro dos Castelinhos - Herdade da Defesa de Ferreira;
3 - Pedreira de xisto romana, porto da Águas Frias de Baixo - Herdade da Defesa de Ferreira;
4 - Porto Romano da Águas Frias de Baixo (Submerso) - Via romana para Mérida, capital da Lusitânia - Herdade da Defesa de Ferreira;
5 - Lugar onde se situa o Moinho romano (Moinho Velho, submerso) - Herdade da Defesa de Ferreira;
6 - Lugar onde se encontra o Moinho das Neves (submerso) - Herdade da Defesa de Ferreira;
7 - Necrópole da Idade Média, 12 sepulturas escavadas na rocha - Herdade da Defesa de Ferreira;
8 - Ermida de Nossa Senhora das Neves, do século XVII - Herdade da Defesa de Ferreira; 
9 - Lugar da Vila de Ferreira Medieval e silo comunitário, Cabeço do Monte de Ferreira - Herdade da Defesa de Ferreira;
10 - Histórico Monte do Escrivão da Casa do Infantado, já antes habitado pelos romanos - Herdade da defesa de Ferreira;
11 - Necrópole na Herdade da Negra;
12 - Mina,  Necrópole e Forno no Roncão;
13 - Porta D' El - Rei - Praia da Liberdade;
14 - Mina e Sepultura na  Amadoreira;
15 - "Castro" da Idade do Ferro e lugares de povoados do período neo-calcolítico, na Defesa de Bobadela.


Capelins


Sem comentários:

Enviar um comentário

223 - Terras de Capelins: Faleiros - Ferreira de Capelins - Montejuntos  História, lendas e tradições das terras de Capelins  A lenda d...